Notícias ::

04.11.2013

Projeto Inclusão Feminina

Facilitar a inclusão social e ampliar a participação do público feminino do segmento Construção Civil são valores da política de Gestão de Pessoas da Palácio. Dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) apontam que em 2012 o número de mulheres com carteira assinada cresceu quase 6% em relação a 2011, sendo o setor de um dos que mais abriram oportunidades. E é de olho nesse cenário que a instituição segue promovendo ações para fortalecer a presença das mulheres, como o Projeto Inclusão Feminina.

A iniciativa realizou uma seleção em setembro deste ano para a entrada de duas estagiárias. Amanda Correia, 17, do curso de Eletrotécnica, atua na manutenção e supervisão de plataformas elétricas e Beatriz Barbosa, 16, estudante de Eletromecânica, na parte de instalações mecânicas. Mas antes de serem escolhidas, as duas participaram de um rigoroso e acirrado processo seletivo junto com outras 14 candidatas.

"Após diversas avaliações, incluindo análise curricular, selecionamos as que mais se demonstraram adequadas ao perfil profissional almejado pela Palácio, tanto no aspecto técnico, quanto no comportamental", revela Fabiana Silva, gestora de Recursos Humanos. Os trabalhadores do sexo masculino também foram qualificados para receber as novas companheiras. "Fizemos uma preparação prévia desse público: nos reunimos e conversamos sobre a entrada das garotas no ambiente de trabalho. Pedimos a colaboração de todos e vamos fazer diariamente o acompanhamento de perto. Pretendemos abrir vagas para mais mulheres. Queremos fazer um mix no setor operacional, com o olhar feminino, que todos sabem ser mais focado nos detalhes, e a força física masculina, bastante útil para a execução das atividades", ela revela.

Voltar